segunda-feira, 20 de abril de 2015

Resenha: Na Toca da Onça - J.R.Viviani


Olá, meus amigos e leitores!

Hoje vou falar um pouco sobre o livro que li esse final de semana. Na Toca da Onça do meu amigo autor J.R.Viviani. Espero que vocês gostem da resenha. Deixem seus comentários sobre a resenha e para quem leu o livro deixe o seu comentário sobre a leitura.


Sinopse:

Narração da vida e do cotidiano de um jogador inveterado – um viciado nas cartas do baralho, alguém que tinha o jogo correndo pelas veias e que não sabia fazer nada e nem queria, que não fosse o jogo. História que se desenrola no início dos “Anos Cinquenta” pouco depois da impetração do decreto-lei que proibiu o jogo no Brasil determinando o fechamento dos inúmeros cassinos existentes pelo país afora. Discorre sobre sua frustração e inconformismo com a indesejável nova situação, e, principalmente, da sua esperança do retorno do jogo, sem, entretanto, deixar de, pelos muitos cassinos clandestinos, continuar vivendo e jogando.
O curioso e até estranho título do livro tem uma lógica e razão de ser que somente lendo a obra saber-se-á o porquê.
Na toca da Onça” e um drama romanesco de uma história vibrante e atraente, com muita ação, romantismo, sensualidade aflorando muita paixão, com momentos cômicos hilariantes e outros tantos que mostram a crueza e a realidade da vida, envolta por fatos reais da história política brasileira, culminando com um final dramático, envolvente e emocionante...


Minha Resenha:

O livro me surpreendeu muito. O autor com sua narrativa fácil e detalhada da época onde se passava a história, década de 50, os belos "Anos dourado", nos faz viver junto com Xexéu, o personagem principal, cada momento da história. Com o passar da leitura você se ver vivendo cada fato narrado pelo autor.

O autor nos traz a história de um autêntico malandro dos anos 50, como o próprio autor diz, os "Anos Dourados". Um malandro típico, com o terno branco impecável, sapato preto lustrado e o chapéu branco. Um bom malandro que faz da mesa de carteado o seu escritório. Um homem apaixonado e que sabe tratar bem a mulher que ama. Tratando-a como muito carinho.


"— Amélia..., não se embeleza demais não, hein! Não quero saber de concorrente. 
A mulher ainda no banheiro se retocando, muito feliz e agradada com o que ouviu, perguntou aos risos e também em voz alta: 
— Tá com ciúme, dengoso?... 
Esparramado  na  cama  e  olhando  para  o  teto,  ele  replicou em tom alto:  
— Que ciúme?... Tá louca, mulher? Estou falando que não quero concorrente e não que tenho ciúme.  
— Ah, é?... Então tá bom! – disse ela rindo e continuou se retocando feliz como nunca por ter ouvido  a  lisonja que ouviu." 


Eu fiquei encantada com o amor com que Xavier, Xexéu para alguns, tinha para com Amélia. O carinho e o cuidado que um tem pelo o outro é muito bonito. Amélia é uma mulher muito compreensiva. Entende o "trabalho" que seu dengoso tem, esse é o nome carinhoso que ela o trata, o de ser um bom malandro. Fazia da mesa de jogos de cartas o seu escritório. E ele era tão bom no carteado que lhe choviam convites para o jogo. Depois que os cassinos foram fechados, o jogo ficou proibido e agora só podia jogar escondido. Xexéu sentia muita saudade dos cassinos, do tempo que o jogo não era proibido no Brasil. Xexéu sonhava com o dia que o jogo voltaria a ser liberado. Mas parecia que esse dia nunca chegaria. Enquanto isso Xexéu e sua nega, Amélia, viviam a vida. 

Mas o tempo foi passando e Xexéu cada vez mais saudoso do tempo que podia jogar sem se preocupar em ser pego e preso. O autor nos conta, com uma volta no tempo, como Xexéu se tornou um jogador e malandro, e como se tornou também o melhor jogador. Ele nos conta a infância de um menino que viveu em um cassino rodeado por prostitutas. 

E cansado de esperar que os políticos fizessem algo para que o jogo fosse liberado no Brasil. Xexéu resolve fazer algo ele mesmo para acelerar essa possibilidade, mas algo acontece que deixa Xexéu desolado e que acaba de vez com suas esperanças em ver o jogo liberado no Brasil.


O livro está disponível para a compra pelo site Clube de Autores.

DADOS DA OBRA
  1. Editora: Clube de Autores.
  2. 1ª Edição – 2014
  3. ISBN: 978-85-68773-00-0
  4. Número de páginas: 263
  5. Gênero: Drama romanesco.

Link para compra do livro no Clube de Autores:


:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

20 comentários:

  1. Deve ser um livro muito interessante fez-me lembrar o jogador de Dostoievski.
    Um abraço.
    Uma boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      É um livro muito interessante sim. Eu gostei muito de lê-lo.

      Excluir
  2. Bom dia, resenhas bem estruturadas de acordo com a obra. Extremamente interessante. Parabéns!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá Marcia.
    Já tem um tempo que não passo por aqui, estou trabalhando muito.
    Gostei muito do seu post.
    Sua resenha me fez ficar curioso pelo livro. Eu ainda não conhecia esse autor.
    Eu gosto de leituras que nos faz viajar para outras épocas.
    É uma leitura que com certeza me agradará.
    Abraços fraterno minha amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      sabe que você é sempre bem vindo ao meu blog.
      A leitura me agradou muito.

      Excluir
  4. Olá MARCIA,

    já li e achei espetacular.

    Um abração carioca e a espero no meu blog HUMOR EM TEXTOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      O livro e sua história é realmente espetacular.

      Excluir
  5. Oiee*_*
    Não conhecia o livro nem o autor, a história parece ser interessante.
    Gostei da resenha.
    Tenha uma linda quarta-feira e um ótimo feriado amanhã.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Excelente reseña, parece ser un libro muy atractivo... gracias por la recomendación!
    Feliz jueves, besos.

    http://bajolalupadegiglio.blogspot.com/

    __________ «❈❈« «❈❈« __________

    ResponderExcluir
  7. Brilhante, achei espetacular a narração regiamente descrita. Fico na expectativa ansiosa de que gostes da resenha que estou preparando do teu livro "Os Ossos na Caverna" como gostei da que fizeste do meu.
    Um beijo e muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Fico feliz que tenha gostado, pois eu gostei muito de viajar até os anos 50 e viver essa aventura junto com Xexéu.

      Excluir
  8. Parabéns pela resenha, clara e objetiva. Gostei de tudo aqui.
    Estou a te seguir. Esteja a vontade para conhecer Literatura infantil. Beijos boa semana.
    www.rute-rute.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e fique à vontade para comentar. Assim que der responderei seu comentário. Deixe a URL do seu blog para que eu possa lhe fazer uma visitinha. Beijos!!!!