sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Entrevista com a autora Cyntia Bandeira Lino

   Olá, amigos e leitores!!!


   Hoje vou apresentar para vocês uma nova e promissora autora de livros. Como eu, ela também é uma escritora independente. Vende seus livros pela editora e livraria Clube de Autores.
   Conheci a Cyntia através do site Clube de autores. Trocamos mensagens e passei a gostar e a admirar sua força. Ela batalha muito pelos seus livros. Seu primeiro livro foi Desabafos de Mulher. Um livro que faz muito sucesso, que rendeu à Cyntia várias entrevistas em blogs e sites. 
   Nessa entrevista, a Cyntia falará um pouco mais sobre seu novo livro A Luta Pela Libertação. Então vamos para a entrevista.

MP: Como vai, Cyntia Bandeira Lino?
CBL: Olá Marcia! É um grande prazer ter essa oportunidade de dar entrevista para seu blog! Muitíssimo obrigada pelo gentil convite! Espero que os internautas que estiverem nos acompanhando gostem e depois deixem a sua opinião! Estou a sua disposição! Podemos dar início à entrevista quando você quiser.

MP: Então vamos começar. O que motivou você a escrever o livro A Luta Pela Libertação?
CBL:R: Sou uma pessoa bastante observadora por natureza e muitíssimo preocupada com o futuro da sociedade, que está nas mãos dos jovens. Reparo que os adolescentes andam muito impulsivos e acabam refugiando-se de seus problemas atirando-se de cabeça em vícios, não se aceitam como são e muitas vezes envergonham-se de sua condição social( vi muito isso quando eu era adolescente). Com tudo que observei e presenciei, eu senti no coração a grande necessidade de escrever esta obra. Tinha que dar o meu recado.

MP: Com certeza muitos adolescente se identificarão com o livro. E qual o tema principal do livro?
CBL: São vários temas que são abordados nesta obra, mas sintetizarei numa expressão: PROBLEMAS JUVENIS.

MP: Agora conte-nos um pouco mais sobre as personagens principais do livro.
CBL: Sirlei é uma jovem muito pobre, que viveu nos anos 80 num município do grande ABC Paulista. Odiava sua condição social e acabou afogando as angústias num vício, que mudaria para sempre sua vida. Aline era sua melhor amiga. Era filha de família bem de vida e tinha bons sentimentos. A família de Sirlei era muito trabalhadora e honesta. Para saber mais, leiam o livro! E convido a todos que estão lendo esta entrevista para leram também.

MP: Tenho certeza que muitos aceitarão esse convite e vão correr até a livraria Clube de Autores e comprarão o livro. Cyntia, nos diga agora, quanto tempo levou para escrever o livro A Luta Pela Libertação, e como foi o processo de criação?
CBL: Levei um mês para escrever o livro, trabalhando nos capítulos de segunda a domingo de manhã, de tarde, de noite e de madrugada. Levei cerca de um ano para dar acabamento final nele, sendo ajudada por uma pessoa de confiança. O processo de criação foi basicamente baseando-me nas observações que faço ao meu redor, nos problemas dos jovens, em histórias que eu ouvia minhas irmãs contarem nos anos 80, de palestras que assisti no final dos anos 90, quando eu estava no ensino médio. Pensei durante algumas horas, sentei na frente do computador e comecei a escrever. O título me deu certo trabalho, mas acabei batizando a obra de “A luta pela libertação”.

MP: Sei bem como é isso, teve livro que levei mais de uma semana para encontrar o título que combinava com a história. Continuando com a entrevista, o que você espera passar aos seus leitores com o livro A Luta Pela Libertação?
CBL: Desejo muito, do fundo de meu coração, passar para toda a juventude de nosso país e para as outras pessoas o quanto é importante a família e o amor, que o dinheiro não é tudo na vida, o perigo de refugiar seus problemas em vícios. Também desejo mostrar aos senhores pais o quanto é fundamental o eterno diálogo com os filhos. Posso até estar bancando a tia velha chata, mas dialogar é como se fosse uma vacina, para evitar futuros problemas sociais.

Agora vamos saber um pouco mais sobre a autora da obra A Luta Pela Libertação.

MP: Com quantos anos começou a escrever?
CBL: Com oito anos de idade. Eu adorava brincar de escrever histórias. Uma vez, eu peguei um calhamaço de folhas, de um caderno velho que estava despencando e comecei a escrever algumas historinhas bem simples. Estava tão feliz que fui ler as histórias para minha tia avó que estava passando férias com a minha família. Ela ficou irritada e saiu da sala. Levei uma baita bronca de minha avó. Fiquei tão triste que joguei todas as histórias no livro. Mas minha paixão pela escrita não morreu e continuei escrevendo! Na escola, modéstia a parte, mas as minhas redações eram sempre admiradas pelos meus professores e até pelos meus colegas. A escrita sempre teve um papel muito forte em minha vida. E meu amor por ela aumenta sempre cada vez mais. E sinto que vai ser assim para todo o sempre!

MP: Quais seus livros preferidos?
CBL: São muitos, mas falarei os principais, os que mais me chamaram atenção:
*Pedrinho Esqueleto
*A história de Leo
*Memórias da Emilia
*Éramos Seis
*O Papagaio & Outras Músicas
*O Seminarista
*As fêmeas
*Fala Sério, Professor!
*Sozinha no mundo
*Feliz Ano Velho
*O menino que não sabia nem sorrir nem chorar
*David Coperfield
*Amor de Perdição
*Férias Apaixonantes
*O Estudante
*O portão do paraíso
*Tortura cor-de-rosa
*Para nascer, nasci
*Blanka
*Destino

MP: Quais seus planos para o futuro?
CBL: Tenho uma infinita vontade de escrever livros até o dia da minha partida deste mundo. Desejo do fundo do coração que todos eles sejam conhecidos, apreciados pelo povo e que ajudem as pessoas a refletirem sobre a vida. Sonho em estudar teatro. Mas deixo tudo nas mãos de Deus.

MP: Deixe um recado para os leitores.
CBL: Agradeço a todos que leram esta entrevista, a você Marcia e a todos que são admiradores das minhas obras, que acompanham meu trabalho! Convido a todos para visitarem, curtirem e participarem da minha Fan Page que é esta aqui:
www.facebook.com/ObrasDeCyntiaBandeiraLino
Meus livros (publiquei o primeiro ano passado e ele se chama Desabafos de Mulher) são vendidos no site:
 www.clubedeautores.com.br
Quem quiser falar comigo, pode mandar email para cyntiabl@ig.com.br
Mais uma vez, obrigada a todos! Um super beijo para você Marcia e para todos que leram essa entrevista!


Agradeço a você, Cyntia, pela entrevista. 




Espero que todos tenham gostado de conhecer um pouco mais dessa jovem escritora, Cyntia Bandeira Lino. Comprem o livro, leiam e se emocionem com essa linda história.


:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

10 comentários:

  1. Objetividade, clareza e força nas expressões vale a pena conhecer. Desejo a ambas, muito sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria!

      Que bom que gostou da entrevista com a Cyntia.Muito obrigada.

      Bjs

      Excluir
  2. Gostei da muito da entrevista. Vou procurar saber mais sobre a Cyntia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maurício!

      Clique nos links e conheça melhor essa nova e promissora autora.

      Bjs

      Excluir
  3. Ainda bem que existem pessoas que se dedicam a escrever e publicar livros, em um país como o nosso que livro é que nem joia, fica difícil adquiri-los.
    Parabenizo ao espaço Márcia por ter uma iniciativa de bom grado, e parabenizo a entrevistada por ser sucinta e objetiva nas suas respostas.
    Já estamos por aqui também e seu links está em nossa lista de Blogs amigos.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lu!!

      É mesmo Lu, os livros aqui no Brasil são muito caros, principalmente os livros nacionais. Ainda mais os livros vendidos de forma independente, como eu e a Cyntia fazemos. Estamos sempre na luta para publicarmos nossos livros.

      Bjs

      Excluir
  4. Bem legal seu ponto de vista sobre a sua necessidade de escrever, e também de ler , precisamos ler mais , sempre.

    Gostei das suas respostas, sucesso.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiz!!

      Ler é muito bom. É uma forma de relaxarmos do estresse do dia a dia.

      Bjs

      Excluir
  5. Cyntia Bandeira Lino3 de outubro de 2013 19:10

    Eu quero Agradecer imensamente pela Marcia ter me aberto esse espaço para falar do meu trabalho! Po favor, continuem a postar seus comentários! beijos

    ResponderExcluir
  6. Soy Angel Romero, el hermoso paraguayo, novio de Cyntia Bandeira Lino...

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e fique à vontade para comentar. Assim que der responderei seu comentário. Deixe a URL do seu blog para que eu possa lhe fazer uma visitinha. Beijos!!!!